Este baiano de 26 anos é Lázaro Ramos, um dos grandes futuros nomes do cinema brasileiro. Neste fim de semana assisti sua entrevista na GNT e fiquei ainda mais apaixonada por seu trabalho. Ao falar sobre as dificuldades que enfrentou no início de sua carreira, dava para ver o brilho em seus olhos, parecia estar relembrando momentos que embora tenham sido difíceis, serviram de apoio para que pudesse construir sua história.  Falou que não poderia pensar em desistir de seu sonho apesar das dificuldades, pois quando estava no palco se sentia tão completo que se esquecia de todos os problemas e a partir daí, não se imaginava mais fazendo outra coisa. Disse também que sua história justamente por ser negro, foi diferente, porque nos testes colocava toda a sua paixão no personagem e assim mostrava seu diferencial, não sendo mais um ator negro.

Lázaro é simplesmente brilhante e seu talento não é visto somente nos palcos e nas telas, mas também em seu jeito de ser e de encarar a vida, ele disse que pode até parecer ingênuo, mas acredita muito que através de seu trabalho possa transformar as pessoas, seja através de um olhar, de um gesto ou de uma frase. Ele atuou em Madame Satã, Carandiru, O homem do ano, O homem que copiava, Nina e em breve estará em Meu tio matou um cara.



Rosana esteve no divã às 21h22
[ ] [ ]


Não pude deixar de ouvir o novo cd do U2, lá tem uma música que é simplesmente linda "A man and a woman".  Eu curto esta banda há uns 20 anos e me lembro claramente da primeira vez que os vi na tv e desde então se tornou minha banda favorita. The Edge toca guitarra como ninguém e Bono Vox (dei seu nome ao meu gato) tem umas das maiores vozes do mundo musical, além de ser lindo e carismático, também é uma pessoa fantástica que está sempre se envolvendo em causas humanitárias. Tenho vários sonhos a serem realizados e um deles é conhecê-lo pessoalmente.



Rosana esteve no divã às 09h27
[ ] [ ]


Ultimamente tenho achado tudo tão desinteressante...este blog, os pensamentos, as religiões, as buscas, os livros, as rotinas, as músicas, os filmes e os assuntos. Também tenho achado as pessoas muito desinteressantes, parece que só reclamam e se queixam, vivem se lamentando e acham que seus problemas são sempre mais complicados que os dos outros, andam com cara de “pobre coitado” e se percebem sempre como vítimas das situações. Porque tenho de ficar ouvindo as lamúrias dos outros? Ah não, cansei, chega! Vou cuidar de mim, alimentar meus pensamentos, desenvolver minhas buscas, ler meus livros que estão nas prateleiras, ouvir minhas músicas favoritas, assistir os filmes que são verdadeiros e aproveitar a vida, que embora não ande tão interessante, é a única que tenho!   



Rosana esteve no divã às 11h46
[ ] [ ]


Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho
Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz
Mas não me diga isso
Hoje a tristeza não é passageira
Hoje fiquei com febre a tarde inteira
e quando chegar a noite
cada estrela parecerá uma lágrima
queria ser como os outros
e rir das desgraças da vida
ou fingir estar sempre bem
ver a leveza das coisas com humor
mas não me diga isso
e só hoje e isso passa
só me deixe aqui quieto
isso passa
amanha é um outro dia não é
eu nem sei porque me sinto assim
vem de repente um anjo triste perto de mim
e essa febre que não passa
e meu sorriso sem graça
não me dê atenção
mas obrigado por pensar em mim
quando tudo está perdido
sempre existe uma luz
quando tudo está perdido
sempre existe um caminho
quando tudo está perdido
eu me sinto tão sozinho
quando tudo está perdido
não quero mais ser quem eu sou
mas não me diga isso
não me dê atenção
e obrigado por pensar em mim
não me diga isso
não me de atenção
e obrigado por pensar em mim
.”  [Renato Russo]



Rosana esteve no divã às 17h27
[ ] [ ]


Não sei o motivo, mas resolvi ouvir a fita cassete de meu mapa numerológico feito em 1993 por uma amiga. Eu o guardo até hoje, na época tinha 20 anos e não entendia muito do que me foi dito, mas hoje, 11 anos depois, pude entender um pouco mais e relembrar muita coisa. Tenho algumas questões a serem trabalhadas e não me esqueço das palavras dela “trocar o medo pela fé, você só pode ter medo de sentir medo”. Ela fala muito sobre minhas possíveis inclinações artísticas e disse que mesmo deixando isso de lado, num determinado momento da minha vida "não vou ter como fugir". Já há algum tempo venho sentindo vontade de aprender pintura em tela e de escrever um livro, mas foi em 2004 que tive umas idéias sobre o livro e a personagem, assunto que hoje estão mais amadurecidos e claros em minha mente.

É interessante como o desenrolar da história caminhou nesta direção, porque tenho certeza que não escolhi ser psicóloga por acaso ou por vontade de alguém, mas sim porque lá fundo sempre senti que era esse o compromisso que assumi antes de nascer neste planeta, ajudar as pessoas!

 



Rosana esteve no divã às 14h56
[ ] [ ]


Parece que as coisas estão acontecendo agora, já refiz meu currículo e estou enviando para algumas pessoas conhecidas. Voltei com mais seriedade a trabalhar na colaboração do livro, estou lendo uns textos que sempre estava adiando, enfim...estou tocando minha vida. Não é tão fácil quanto parece, pois a falta de grana é um assunto que sempre me deixa instável, mas estou tentando conviver com isso da melhor maneira possível. É nestas horas que descobrimos "as jóias" que existem em cada pessoa, um olhar, uma palavra amiga, um conselho...tudo isso me motiva ainda mais a continuar na luta e a conquistar meu espaço neste cidade. Recuperei minha auto-confiança e como diria o mestre Gilberto Gil "andar com fé eu vou que a fé não costuma faiá".



Rosana esteve no divã às 13h54
[ ] [ ]


Estou realmente jogando a vaquinha no penhasco! Após muita reflexão junto a minha terapeuta, cheguei a conclusão que não dá mais para continuar numa consultoria fundo de quintal e ser desvalorizada profissionalmente e financeiramente. Quando me mudei para Ribeirão Preto, me sujeitei a certas propostas por não conhecer profissionais da área por aqui e souberam tirar proveito disso. Agora não dá mais, chegou no meu limite e por mais que eu precise deste pouco dinheiro que entra esporadicamente, percebi que estava perdendo o tesão, o brilho, a criatividade e a motivação, ou seja, meu combustível para minha vida pessoal e profissional.



Rosana esteve no divã às 12h32
[ ] [ ]


 
"O que seria do mundo se todos fossem bem ajustados? Haveria um tédio sem fim".
[Carl G. Jung]


A Dona do Divã

Psicóloga, paulistana e casada, toda semana compartilha seus pensamentos e reflexões em seu divã.


E-mail

psicologanodiva@gmail.com

MSN

psicologanodiva@hotmail.com

Outros Divãs

Café Paris
Coisitas da Vivi
Converse Com Meus Neurônios
Cora Carolina
Kalleidoskópio
Levando a Vida
Montanha Father
Pão Francês
Um Ringue Para Dois



O Passado

01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004


Observadores



Créditos

Babi